Notícias

Especialista mostra como usar mídias sociais para promover escritório

26/07/2017

Se os números não mentem, advogados que precisam conquistar clientes mas não usam mídias sociais para se promover estão dormindo. Afinal, 87% dos americanos usam a internet — No Brasil, a cifra é de 58%. Desse universo, nos EUA, 99% da população com renda acima de US$ 75 mil por ano — ou seja, aqueles que podem pagar advogados — usam a internet regularmente. Entre toda essa população adulta online, 77% usa a mídia social.

As redes sociais são das ferramentas de marketing mais valiosas para advogados e escritórios de advocacia principalmente porque não têm custo. Além disso, é mais fácil encontrar um público (e, quem sabe, seguidores) nelas do que por meio do site do escritório, que exige técnicas mais apuradas.

Mas é preciso saber como usar a mídia social para promover o escritório. A advogada e professora de Direito Daliah Saper, fundadora da Saper Law Offices, uma banca que atua nas áreas propriedade intelectual, mídia digital, entretenimento e empresarial, e que se dedica a desenvolver a “banca do Século XXI”, sugere quatro medidas que podem ajudar o advogado a cumprir esse objetivo.

1. Qual é a melhor plataforma de mídia social para ser explorada? Todas.

Pesquisa da Pew Research Center de novembro de 2016 mostrou que 79% dos internautas usam o Facebook; 32%, o Instagram; 31%, o Pinterest; 29%, o Linkedin; e 24%, o Twitter. Mas esse ranking de popularidade não deve orientar suas escolhas. Você deve tomar posse de todas essas “propriedades” online e também do Snapchat, que não entrou na lista da Pew. Não custa nada se registrar e começar a usufruí-las.

2. Desenvolva essas “propriedades” online criando e organizando conteúdo apropriado para cada plataforma.

Certifique-se de oferecer a seus leitores informações valiosas, que refletem seus conhecimentos e mostre a capacidade do escritório. A qualidade do conteúdo é mais importante do que a quantidade de postagens.

Alguns conteúdos podem ser postados em todas as plataformas, enquanto outros devem ser específicos para cada uma. A advogada diz que posta notícias de terceiros que valem a pena ser lidas, com um título e com link para a fonte, no Facebook, Linkedin e Twitter. Mas prefere postar imagens, incluindo fotos interessantes do escritório, no Instagram.

As diversas plataformas da mídia social também servem para o advogado escrever uma “chamada” (como as chamadas de capa dos websites noticiosos) com link para um blog ou artigo publicado no site da banca.

Ela usa o software Hootwuite para racionalizar ou programar todas as postagens nos diferentes sites de mídia social ao mesmo tempo.

3. Crie interesse em suas “propriedades” através de networking virtual.

O melhor conteúdo do mundo não funciona se não for descoberto na rede. Por isso, imagine maneiras de popularizar suas postagens. Pode começar por adicionar familiares, amigos, colegas, conhecidos, atuais clientes e pessoas que encontra em reuniões sociais e eventos.

O networking (formação de relacionamentos) online é semelhante ao networking do mundo real, mas você pode fazê-lo do conforto do escritório ou de sua casa. Um benefício adicional é o de que você pode filtrar, mais facilmente, o seu público-alvo.

Entenda e use hashtags. Elas permitem seguir tópicos específicos ou eventos, sem ter de peneirar uma enormidade de conteúdo irrelevante. A navegação pela mídia social com o uso de hashtags o ajuda a encontrar pessoas com interesses em temas específicos.

4. Seja consistente.

Crie uma estratégia de mídia social (onde você deve postar o que, quando e com qual frequência) e a siga. Conforme as mídias sociais evoluem, sua capacidade de se promover e ao seu escritório a públicos maiores e mais diversificados também evolui.

Fonte: Conjur

Ver todas as notícias