Notícias

Marketing Jurídico: como equilibrá-lo com a rotina na advocacia

17/10/2016

Quando o assunto são os pequenos e médios escritórios onde existem profissionais atuando em mais de uma área, a organização, compartilhamento de atividades e a delegação de tarefas é algo essencial. Diante desse cenário, como é possível equilibrar o marketing jurídico com a rotina do escritório?

É impossível pensar em marketing jurídico sem destacar o limite de publicidade imposto pelo Código de ética da OAB. Embora restrinja a atuação do escritório em termos de comunicação, o código, ainda assim, permite utilizar técnicas de marketing para divulgar a atuação do escritório e a capacidade e conhecimento de seus membros. Outro ponto importante é que a estratégia deve estar alinhada ao planejamento estratégico do escritório. Afinal, é preciso ter uma visão de futuro bem definida e conhecer o mercado de atuação para criar um plano de comunicação que vise o aumento da carteira de clientes e a lucratividade da banca. Confira

Crie um plano de negócio

Um plano de negócio não é um documento simples de ser construído. Exige definição de metas, estudo de mercado e análise de concorrentes. Os principais itens de um plano de negócio são: áreas de atuação, principais serviços, investimento, faturamento mensal, prazo de retorno do capital investido e planejamento de marketing. Quanto mais organizado e mais clara for sua linguagem, maiores são os resultados. Além disso, não se trata de um documento rígido e, portanto, precisa ser constantemente revisado e atualizado. É importante que o marketing jurídico esteja bem alinhado ao objetivo do escritório: como a banca se imagina no futuro? O objetivo é aumentar a carteira? Qual a meta para o faturamento? Todos esses aspectos precisam estar bem definidos no documento.

Defina os canais de comunicação

É importante criar presença digital por meio do marketing jurídico. Nesse ponto, é necessário destacar que o site do seu escritório não deve ser apenas uma versão digital do cartão de visitas. Invista na produção de textos relevantes para o seu público e em um layout atrativo para manter a atenção do visitante. É claro que essas estratégias só darão certo se o escritório contar com um perfil ideal de cliente bem definido.

Além disso, é preciso delegar tarefas aos colaboradores do escritório. Com o compartilhamento de atividades é muito mais fácil colocar as ações em prática.

Defina uma linguagem para as redes sociais

Marketing jurídico é basicamente relacionamento, embora também utilize elementos e ferramentas de comunicação. Então, se o escritório abriu mais de um canal de comunicação, eles precisam ser constantemente atualizados. Responda a todos os contatos, seja nas redes sociais ou nos comentários do site.

Outro ponto importante é definir uma linguagem para falar com o público: a comunicação terá um tom mais formal? Será mais coloquial e próxima da linguagem do cliente potencial? Seja qual for a linguagem escolhida, é necessário comunicar a decisão para todos os colaboradores do escritório, evitando discrepâncias na comunicação com o cliente.

Fonte: JusBrasil

Ver todas as notícias