Notícias

Ter seu escritório online também é promover a inclusão digital

18/05/2016

Há exatos onze anos, a Organização das Nações Unidas (ONU) lançava um edital na Tunísia que determinava metas para a expansão da “inclusão digital”. Além de ser uma convocação para o acesso irrestrito a informações e ao conhecimento, o protocolado “Dia Internacional da Internet”, comemorado no último dia 17, também é um chamado para a reflexão.

Números do portal Cetic.br mostram que a presença online das empresas nacionais cresceu nos últimos anos, mas é necessário avançar ainda mais. Em 2007, por exemplo, apenas 46% das companhias brasileiras tinham website. Sete anos depois, o número chegou a 56%. Ou seja, um pouco mais da metade. Imagine quantos negócios e serviços primorosos ainda estão escondidos em um país tão grande como o nosso.

Aliás, não é preciso ir tão longe. Quantas lojas e escritórios existem ao nosso redor, mas estão “fora do mapa” por não investir na internet?

Por conta dessa ausência de informação digital, diversos serviços e empresas se afastam de clientes em potencial. Imagine o quão prático seria descobrir que você pode cortar seu cabelo em um barbeiro localizado há cinquenta metros da sua casa ao invés de ir até o shopping mais próximo e gastar dinheiro de estacionamento, gasolina, taxi, etc?

Estar na internet é mais do que um trabalho de marketing, é fazer parte de uma integração que vai além das condições físicas, ou seja, é contribuir também no âmbito social e econômico. Vale lembrar que atualmente já temos adultos que nasceram com a web e, basicamente, fazem todo o consumo de informação por meio dela. Não atender este público é virar as costas para o futuro. Aliás, é minar o nosso futuro também.

A internet não é mais um modismo há muitos anos e já passamos da hora de utilizá-la como uma aliada para os negócios. Quem, em tempos de crise, quem não iria gostar de economizar sem precisar ir muito longe?

Recentemente, uma pesquisa da Digital AdSpending mostrou que, em pleno 2015, ano de forte crise econômica no Brasil, o mercado de publicidade online nacional foi capaz de movimentar R$ 9,3 bilhões. Trata-se de um crescimento de 12% em relação a 2014. Imagine o quanto poderíamos avançar se as empresas (micro, pequenas, médias ou grandes) estivessem de fato presentes na internet? Quantos clientes poderíamos explorar só por conhecer bem a região.

O “grosso” da expansão da internet no Brasil já começou a atingir o seu limite. O trabalho agora é alcançar os detalhes, as localidades não exploradas, as cidades sem infraestrutura ou não compreendidas pelas grandes marcas. É o momento de voltar os olhos para dentro e continuar a expandir.

Fonte: AdNews

Ver todas as notícias